Os três aspectos da doença ou desequilíbrios segundo Ayurveda

Os três aspectos da doença ou desequilíbrios segundo Ayurveda

Namaskar

MINDFUL EATING

Olá, existem três aspectos que devemos combater as doenças ou desequilíbrios, quais sejam:

– aspecto bioquímico

– aspecto bioenergético

– aspecto bioespritual

Bioquímico

O aspecto bioquímico é que todos nós conhecemos, ou seja, quando aparece a doença toma-se algum remédio.

Exemplo: o indivíduo que tem azia toma omeprazol pra aliviar a queimação gástrica.

Bioenergético

O aspecto bionergético irá integrar o indivíduo à sua própria natureza e ao ambiente que vive.

Exemplo:

O Ayurveda diz que durante o inverno ocorre o predomínio dos elementos ar e éter, característicos do dosha Vata. Tanto o elemento ar quanto o elemento éter são de características secos e frios, assim como o clima que predomina esse período do ano. Portanto, a mudança do clima traz consigo efeitos na nossa fisiologia interna.

A oleação ou auto massagem diária do corpo também é muito importante. Um bom óleo nutritivo para este período Vata seria o óleo extra virgem de gergelim. Se a sua predominância não é vata, use pelo menos nas palmas das mãos e pés antes de dormir. Essa prática acalma, aquece e proporciona um sono mais profundo e reparador.

O chá de gengibre também é um excelente método para essa época do ano, por sua potência aquecedora e afinidade com as extremidades, aquecendo as mãos e pés gelados dos Vatas.

E assim por diante para cada os demais doshas característicos de cada indivíduo e sua relação com a natureza.

Bioespritual

O aspecto bioespiritual se refere às qualidades da matéria ou trigunas Sattva, Rajas e Tamas, que foram explicadas anteriormente.

A consciência alimentar significa estar integrado à sua natureza e as mudanças climáticas. Saber comer o quê e quando. Por exemplo, substituir almoço pela janta não é o mais indicado, pois o maior agni, capacidade de transformar os alimentos em nutrientes, está no meio dia e não à noite.

Assista no final deste texto o vídeo sugerido onde Dr Ruguê, de forma divertida, aborda as características psicológicas dos doshas nas pessoas.

Algumas dicas para você ir se afastando da filosofia bioquímica:

1º) evite todos os alimentos industrializadas em sua casa. Caso a fome aperte na rua e não tenha outra opção, coma moderadamente.

2º) Saiba que as toxinas estão presentes inclusive nas verduras e legumes. Lave-as bem usando tintura de iodo. Cada 5 ml para cada litro d’água e tampe o recipiente. Espere por 1 h.

3º) Faça sua rotina diária. Seu corpo precisa de rotina, caso contrário ele terá que se adaptar todos os dias a um novo funcionamento fisiológico.

4º) Exponha-se ao sol no mínimo três vezes na semana. E aliado a isso atividades físicas que estimulam o suor.

5º) Somente em último caso tome algum remédio para curar o sintoma. Faça a prevenção estando integrado a natureza.

” quando comer não beba, quando beber não coma.”

Substitua o pão pela ingesta de abacate avocado ou bananas pela manhã. Adicione ovos de galinhas felizes (orgânicos). Evite pães.

A contribuição para a boa produção de melatonina começa no café da manhã.

Lembre-se de estar em conexão com o Sol e não com a lua.

A consciência alimentar é a sabedoria e a autocompaixão é o método.

Mantra pra o fim de noite:

*Possa a consciência alimentar que ainda não nasceu, nascer e crescer. Possa aquela que nasceu, não se degenerar e crescer para sempre.*

OM GURUBHYO NAMAHA HARIHI OM

OM SHANTI SHANTI SHANTIHI

Que a sua conexão com o divino lhe proporcione equilíbrio energético.

Marcos Leite – Empresário, aluno do Dr. Ruguê em Ayurveda

Vídeo do Professor Dr. Ruguê  “Vivendo a Ayurveda” 

https://youtu.be/j-FhHbA0ekA

Fonte do vídeo: Canal Youtube Arte de Viver

Envie seu comentário